SÍNDROME DA ZIKA

O que é a síndrome da zika?

O bebê de uma mulher grávida que foi contaminada com a Síndrome Congênita do Zika Vírus (síndrome da zika), na maioria dos casos, terá o desenvolvimento afetado desde a gestação. Exemplos: problemas auditivos e de visão, microcefalia e malformação do cérebro, problemas de locomoção, entre outros. São problemas que acompanharão a criança, e depois o adulto, por toda a vida e requerem atenção e cuidados para reduzir seus efeitos na vida dessa pessoa.

No primeiro semestre de 2015, o vírus zika atingiu gravemente o nordeste do Brasil e se tornou uma epidemia. Até o final de dezembro de 2016 haviam sido confirmados milhares de casos de crianças nascidas com essa síndrome. O vírus é transmitido pelo mosquito Aedes Aegypti, o mesmo que transmite a dengue e a chicungunya.

Embora a microcefalia seja um dos aspectos mais visíveis da síndrome da zika, e por isso mesmo ela foi chamada assim logo que surgiu a epidemia, o aprofundamento dos estudos mostrou que, além da microcefalia, as crianças  apresentavam também malformações e problemas neurológicos que comprometiam seu desenvolvimento. São problemas como a rigidez dos músculos que afetam os movimentos, convulsões, irritabilidade, dificuldades de alimentação e problemas de visão e audição.

Em muitos casos a criança não nasce com microcefalia, a consequência mais visível, mas os problemas neurológicos tornam-se evidentes logo depois. Por essa razão, as autoridades médicas criaram o termo Síndrome Congênita do Zika Vírus e não mais microcefalia. Congênita quer dizer que a infecção aconteceu durante a gravidez.

Terminologia

Como a descoberta da ocorrência da Síndrome Congênita por Infecção do Vírus Zika ainda é recente e pouco se sabe sobre ela, vários nomes vem sendo utilizados para descrevê-la. Você pode encontrar pessoas falando sobre:
Síndrome Congênita por Infecção do Vírus Zika;
Síndrome Congênita do Vírus Zika ou SCVZ;
Síndrome Congênita do Zika Vírus ou SCZV;
Síndrome de Zika;
Síndrome do Zika; entre outras formas.

Para facilitar a linguagem, o Movimento Zika decidiu utilizar a denominação síndrome da zika.